Benefícios do Sal Marinho

Conheça os Benefícios do Sal Marinho e porque ele é uma opção mais saudável

Benefícios do sal marinho ainda não são tão conhecidos aqui no Brasil, mesmo sendo praticamente impossível encontrar um brasileiro que não use sal em sua alimentação. Aliás o uso do sal como tempero é um hábito quase universal. O sal comum no entanto, pode trazer problemas para a saúde. Por isso é fundamental reduzir a quantidade consumida diariamente bem como buscar opções mais saudáveis.

Benefícios do Sal Marinho

Entre os adeptos da vida saudável, o sal marinho tem feito bastante sucesso. O nome é apenas comercial, porque na verdade, a origem de todo sal é a água do mar. A diferença entre o sal marinho e o sal comum está no processo de produção, ainda que ambos venham do mesmo lugar. O sal chamado de sal marinho comercialmente nada mais é que o sal integral. Ele preserva em sua composição os minerais encontrados na água do mar, porque não passa por processo de refinamento, de forma semelhante ao que acontece com o arroz integral ou com o açúcar mascavo.

Esse sal mais puro, cheio de minerais essenciais, vem sendo bastante recomendando por especialistas por ser menos prejudicial para a saúde. Isso não significa, porém, que você pode exagerar no consumo do sal marinho, pois ele também pode elevar a pressão arterial e acarretar outros problemas para o corpo humano se for ingerido em quantidades excessivas.

Diferença entre o Sal Marinho e o Sal Comum

Você sabe como sal é produzido? Os produtores separam a água do mar em tanques para que ela possa evaporar ao sol. Assim, os cristais de sal são separados. Desse ponto pra frente, a forma de produção distingue o sal marinho do sal comum.

O sal comum é refinado, ou seja, recebe produtos químicos para que fique mais clarinho. Com o refinamento, boa parte dos minerais contidos naturalmente nos cristais de sal é perdida, tornando o produto bem menos interessante nutricionalmente. Além disso, uma determinação antiga exige que o sal seja iodado.

A prática surgiu há muito tempo, quando várias pessoas ainda sofriam com o bócio (doença causada pela falta de iodo). Como o sal era um alimento consumido por todos, incluir o iodo ali garantia a quantidade necessária.

O sal marinho não é iodado nem refinado. Depois que a água do mar evapora, os cristais são coletados e, pronto, nada mais é acrescentado até a embalagem. Assim, ele mantém todas as características naturais. De acordo com especialistas, são cerca de 80 minerais a mais na versão pura quando comparada com o sal refinado. Dentre eles estão o magnésio, o zinco, o cobre e o potássio, que desempenham funções importantes. A concentração de sódio no sal marinho também é menor, garantindo assim menos riscos para a saúde.

Benefícios do Sal Marinho para a Saúde

Por causa desse processo de produção diferenciado, o sal marinho traz benefícios para a saúde tais como:

  • Melhora funcionamento do sistema nervoso
  • Contribui para a produção de hormônios nas glândulas suprarrenais
  • Participa da formação de tecidos e de massa muscular
  • Graças ao cloreto, favorece a digestão das proteínas
  • Combate os inchaços na barriga, braços e pernas causados pela retenção de líquidos
  • É fonte de magnésio, que fortalece os ossos e os dentes
  • Previne a pressão arterial alta por conter menos sódio
  • Pode melhorar a qualidade do sono
    • Depois de conhecer essa ampla lista de benefícios, você deve estar pensando em comprar o sal marinho na próxima ida ao supermercado. No entanto, nem sempre é fácil achar o produto por aí. Visualmente ele se assemelha ao sal grosso que usamos para fazer churrasco, mas esse tipo de sal é comumente iodado. Por isso, é importante ler o rótulo com cuidado. Se o fabricante informar que o sal é integral, puro ou não iodado, então você estará realmente adquirindo o sal marinho benéfico.

      Sobre o preço, assim como outros produtos mais naturais, o sal integral custa mais caro. A vantagem, além das propriedades mencionadas, é precisamos usar menos quantidade desse tipo de sal para temperar os alimentos. Em grandes supermercados, é possível encontrar o produto no setor de itens naturais, mas ele é mais comercializado por lojas especializadas na venda de mercadorias saudáveis.